A eterna “Carinhoso” ainda é uma das mais belas canções já feitas em língua portuguesa. Na revista Rolling Stones ela é a 3° mais importante da Música Popular Brasileira. Ela já embalou inúmeras serenatas, costume comum do inicio do século 20, além de vários comerciais.

Não se sabe a data exata, mas provável que tenha sido feita entre 1916 e 1917. Em 1928 recebe a primeira gravação . Até o ano de 1937 ela era instrumental, recebendo nesse mesmo ano, letra escrita por João de Barro, e em seguida há gravação da clássica versão de Orlando Silva onde ela ficaria imortalizada. Essa canção recebeu inúmeras versões, muitas delas descaraterizaram a composição e melodia.

“Carinhoso” correu sério perigo de nunca ter sido gravada, quando Pixinguinha lançou, muitos criticavam porque achavam que era muito puxado o jazz, deixando assim as raízes brasileiras, principalmente a do chorinho, ritmo número 1 da época.