Ao encerrar suas atividades em 1974, após um período de 22 anos de atuação, o Modern Jazz Quartet tornou-se o recordista de todos os pequenos conjuntos da história do jazz. Nenhum outro tocou tanto tempo ininterruptamente, e se considerarmos que durante esses anos apenas um dos músicos foi substituído, certamente o quarteto poderia reivindicar outro recorde.

O MJQ é um fenômeno na história do jazz. Com uma instrumentação sem possibilidades de variar a sonoridade coletiva, é surpreendente como o grupo conseguiu atravessar o implacável teste do tempo. É uma prova conclusiva do talento dos seus músicos, da inteligência e argúcia de seu líder John Lewis, que, sem fazer concessões comerciais, manteve a dignidade artística e o alto nível musical.

Este LP foi gravado em 1957 no mais famoso clube de jazz do mundo, o sempre lembrado Birdland. Trata-se de uma raridade destinada especialmente aos colecionadores, com música cheia de vida, swing e múltiplas facetas interpretativas.

O MJQ visitou-nos em 1962 e 1973, quando deixou profunda impressão pelo excepcional grau de musicalidade e sentido profissional em suas apresentações. Não foi por mero acaso que o quarteto sobreviveu tanto tempo. Por trás de sua filosofia musical havia um trabalho sério, íntegro e dedicado. E como base sólida concreta havia o talento de Milt Jackson, John Lewis, Percy Heath e Connie Kay.

*Texto de apresentação retirado da contracapa do álbum.

FAIXAS:

1 – What’s New
2 – I’ll Remember April
3 – Django
4 – Concorde
5 – Yesterdays
6 – One Bass Hit
7 – Bags’ Groove