Liniker de Barros Ferreira Campos mas conhecido como apenas Liniker, é um músico de apenas 20 anos que mistura de forma magnífica os estilos black music, soul, funk , samba e jazz.

O single “Zero”  faz parte do álbum “Cru” lançado nesse ano, e talvez é a música mais incrível de um álbum recheado de belas canções. Nascido em uma família de músicos, Liniker prova em suas canções a excelente base musical.

“Zero” possui elementos de black music e jazz, com corpo de backing vocals simplesmente incríveis que preenchem perfeitamente a música como se fizessem parte de um único arranjo. Uma letra romântica provavelmente dedicada a uma pessoa amada, Liniker recita sua poesia em um mesclado jazzístico único que vale a pena conferir.


Letra

A gente fica mordido, não fica?
Dente, lábio, teu jeito de olhar
Me lembro do beijo em teu pescoço
Do meu toque grosso, com medo de te transpassar

A gente fica mordido, não fica?
Dente, lábio, teu jeito de olhar
Me lembro do beijo em teu pescoço
Do meu toque grosso, com medo de te transpassar

A gente fica mordido, não fica?
Dente, lábio, teu jeito de olhar
Me lembro do beijo em teu pescoço
Do meu toque grosso, com medo de te transpassar

Peguei até o que era mais normal de nós
E coube tudo na malinha de mão do meu coração
Peguei até o que era mais normal de nós
E coube tudo na malinha de mão do meu coração

A gente fica mordido, não fica?
Dente, lábio, teu jeito de olhar
Me lembro do beijo em teu pescoço
Do meu toque grosso, com medo de te transpassar

A gente fica mordido, não fica?
Dente, lábio, teu jeito de olhar
Me lembro do beijo em teu pescoço
Do meu toque grosso, com medo de te transpassar

Peguei até o que era mais normal de nós
E coube tudo na malinha de mão do meu coração
Peguei até o que era mais normal de nós
E coube tudo na malinha de mão do meu coração

Deixa eu bagunçar você, deixa eu bagunçar você
Deixa eu bagunçar você, deixa eu bagunçar você
A gente fica mordido, não fica?


Liniker  – Zero (2015)