O que se sabe sobre Robert Johnson é tão pouco que tentar separar os mitos dos fatos é uma tarefa praticamente impossível. Como ele passou de um mero violonista e motivo de piada a melhor bluesman que já se teve notícia? Como ele morreu? Johnson teria mesmo vendido sua alma ao diabo em uma encruzilhada?

O que sabemos de fato é que ele cantou “Hellhound on My Trail” em Dallas, no Texas, em 20 de junho de 1937, na sua segunda e última sessão de gravação. Como o próprio Robert Johnson conta na canção, ele viveu como um errante, viajando para cima e para baixo para exibir seu inovador estilo.

“Preciso continuar andando, preciso continuar andando/A tristeza caindo como granizo, a tristeza caindo como granizo/E o dia continua me lembrando de que há um demônio à minha caça”.

Segundo testemunhas, Johnson ficou doente em 1º de agosto de 1938 por causa de um envenenamento e faleceu três dias depois.