O segundo disco solo da cantora baiana (terceiro se contar o álbum “Domingo” que fez junto com Caetano Veloso, bem no início da carreira), traz uma Gal psicodélica, onde experimenta elementos até antes não usado por ela ou por outro artista. A sua voz também é testada constantemente faixa por faixa.

“Um objeto sim, um objeto não
Eubioticamente atraídos
Pela luz do Planalto Central das Tordesilhas
Fundarão seu reinado nos ossos de Brasília…”

letra Objeto sim, objeto não”

“Cinema Olympia”, “Tuareg”, “Meu Nome é Gal”, “Com Medo, Com Pedro” e “Objeto Sim, Objeto Não”, foram os grandes sucessos. O álbum traz composições de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Capinam, Roberto e Erasmo Carlos, Jards Macalé e Jorge Ben. Outro elemento importante é a guitarra de Lanny Gordin, o coadjuvante que passa com bastante destaque, sua guitarra é ferozmente colocada à prova.

Gal+Costa+tropical“Tuareg” canção de Jorge Ben (hoje Jorge Ben Jor) é uma das primeiras canções que Jorge demonstra ter deixado a bossa nova e o samba de lado, e dá para Gal uma canção que em sua voz deixou ainda melhor, com uma temática oriental, dos desertos da Arábia. Essa canção participa da trilha sonora do filme “Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa”. “Cinema Olympia” canção de Caetano, que Gal resolve gravar depois do exílio de seu amigo. Caetano sem querer deixar a canção engavetada, repassa para sua amiga. Cinema Olympia era um nome comum para sala de cinema no fim dos anos 60.

As canções de Gilberto Gil escancaram o psicodelismo e o experimentalismo do álbum. “Cultura e Civilização”, “Com Medo, Com Pedro” e “Objeto Sim, Objeto Não” é o melhor do psicodelismo brasileiro. “Cultura e Civilização” é a melhor música do álbum, gritaria, sons bizarros e uma guitarra nervosa tomam conta do cenário. O mesmo acontece com as outras duas.

“Somente me interessam
Contanto que me deixem meu cabelo belo
Meu cabelo belo
Como a juba de um leão…”

Letra Cultura e Civilização

Esse disco se tornou numa das grandes pérolas da música brasileira, sendo que as cópias originais são difíceis de se encontrar, porque foi um álbum de sucesso, mas não comercial. Mas ainda bem que foi feita uma reedição em 2014.
Se você curte psicodelismo e nunca ouviu esse disco, pode ter certeza, vai perceber que ainda falta muito para se considerar um especialista.

É  I M P E R D Í V E L. !!!!!

FAIXAS
01 – Cinema Olympia
02 – Tuareg
03 – Cultura e Civilização
04 – País Tropical
05 – Meu Nome é Gal
06 – Com Medo, Com Pedro
07 – The Empty Boat
08 – Objeto Sim, Objeto Não
09 – Pulsars e Quasars