Definitivamente eles perceberam que o blues era o que eles sabiam fazer de melhor, o público entendeu que The Doors era uma grande banda e que Jim Morrison era uma pessoa única, um poeta único, um grande artista do século XX, pena que só descobriram nesse último trabalho antes da morte de Jim Morrison.

Ao ver a capa antológica, percebe-se que Morrison tinha engordado e ficado barbudo, diferente daquele rapaz esbelto que usava seu cabelo bagunçado e seu corpo para atrair os olhares de todos. Mas as canções estavam ainda melhores, mais maduro e longe das confusões, mesmo em que situações ele começou a apresentar um lado mais agressivo, Morrison constrói um álbum usando a formula que já tinha usada no álbum anterior (Morrison Hotel), as raízes do rock e da banda, apesar que começa a ter uma pitadinha a mais de funk. Nesse álbum mais dois integrantes se unem a banda: Jerry Scheff (baixo) e Marc Benno (Guitarra).

Em “The Changeling” começa a pegada mais funk, e o baixo que não aparecia, mostra suas garras; com uma canção que ele fala dele, no que ele se transformou. “L.A. Woman” é um clássico da banda, todos os integrantes estavam em harmonia, e Jim se mostrava a vontade a cantar sobre Los Angeles (a melhor canção do álbum). “Cars Hiss by My Window” é uma tremenda bluseira e se torna melhor ainda com a cadência lenta que a voz de Morrison leva a música, que tem como inspiração Pamela Courson, a namorada da época. “Love Her Madly” é mais uma prova em que o amor também existia na banda, foi escrita por Robby Krieger (guitarrista), por causa das inúmeras brigas que tinha com sua namorada, ele estava fissurado, mas essa canção teve um destaque nas rádios americanas naquele ano. “Riders on the Storm” é a canção mais famosa do álbum, tem vários efeitos de raios e trovões, essa é uma das poucas músicas feitas por outros integrantes, ela é de John Densmore (baterista).

“Os carros assobiam sob minha janela
Como as ondas na praia
Eu estou com essa garota ao meu lado
Mas ela está fora de alcance…”

Letra Cars Hiss by My Window

Morrison após conhecer Pamela, se apaixonou completamente, ela a influenciava muito, tanto que o uso de drogas foi iniciado mais intensamente com essa relação, tanto que há uma linha de pensamento que a morte dele foi por uso de drogas injetáveis, coisa que ele não queria, e ela poderia ter injetado nele enquanto estava bêbado, mas são histórias que o povo conta. O seu último show foi em Nova Orleans e sua morte foi em Paris, durante uma viagem com sua namorada. Ele dizia que buscava novos ares em busca de novos pensamentos.

“Tire uma folga num feriado
Deixe suas crianças brincarem
Se você der carona a esse homem
Sua doce família irá morrer
Assassino na estrada…”

Letra Riders on the Storm

Após sua morte a banda continua, mas sem sucesso, e hoje a banda é cultuada mundialmente e Jim Morrison vira um artista célebre que muitos buscam a poesia em suas letras.

FAIXAS
01 – The Changeling
02 – Love Her Madly
03 – Been Down So Long
04 – Cars Hiss by My Window
05 – L.A. Woman
06 – L’America
07 – Hyacinth House
08 – Crawling King Snake
09 – The WASP (Texas Radio and the Big Beat)
10 – Riders on the Storm

http://www.youtube.com/watch?v=Ew8-jpReK74