Depois da estreia da nova formação com Ronnie James Dio à frente dos vocais e nos brindar com uma pérola dos céus, o disco “Heaven And Hell” (1980) , o Black Sabbath segue em frente e nos presenteia com outra joia rara da música: “Mob Rules”, de 1981.

Neste segundo disco, é bem mais perceptível a influência lírica de Dio com uma pegada mais diferente, mas que não perdeu o peso, devido a troca de bateristas, Bill Ward saiu da banda e em seu lugar entrou Vinnie Apice, que substituiu o baterista original na turnê anterior. Este é o álbum do Sabbath em que todos os seus membros encontravam-se no auge de suas técnicas e criatividade.

Falando do que realmente interessa, “Mob Rules” tem temas sombrios como “The Sign Of The Southern Cross”, “Falling Off The Edge Of The World” e “Voodoo”. Há espaço também para o lado romanesco em “Country Girl”, “Over And Over” e “Slipping Away”. Não podemos deixar de fora também a música que abre o disco “Turn Up The Night”, que é um tremendo arrasa-quarteirão e não deixa ninguém parado.

Embora tenha atingido boas colocações nas paradas britânicas e americanas, nem tudo eram flores dentro da banda. A passagem de Dio pelo Black Sabbath foi mais curta do que esperávamos. Insatisfeito com os rumos da produção do disco “Live Evil”, de 1982, Dio resolveu sair do Sabbath e levou a tiracolo o baterista Vinnie Apice.

“Mob Rules” é uma verdadeira aula de rock and roll. Sub-gêneros à parte, este disco deve ser ouvido por todos que apreciam uma boa música, em especial o já citado rock.

FAIXAS:

1 – Turn Up The Night
2 – Voodoo
3 – The Sign Of The Southern Cross
4 – E5150
5 – The Mob Rules
6 – Country Girl
7 – Slipping Away
8 – Falling Off The Edge Of The World
9 – Over And Over