No auge do iê-iê-iê no Brasil, Roberto lança seu disco que combinava rock’s rápidos e letras que fugiam do “amor e paixão”, esse pode ser uns dos motivos que tornaram Roberto tão importante para aquele momento, porque conseguia ser um ‘rocker’ ou um ‘jovem rebelde apaixonado’.

Esse disco veio depois do sucesso do álbum anterior, “Jovem Guarda” que tinha como super hit “Quero que vá tudo para o inferno”. Já neste, trabalho foram várias as canções que tiveram participação no sucesso do álbum, mas o grande hit foi “Namoradinha de um amigo meu” (música que está inclusa na trilha de “Em Ritmo de Aventura”), canção de sua autoria (perceba: não é da parceria Roberto e Erasmo) que mostra uma situação difícil de gostar de alguém que de alguma forma não poderia gostar.

“Nessa minha vida agitada
Já não tenho mais tempo pra nada
Já nem posso mais pensar no amor
Mas veja só que mesmo assim
Eu estou apaixonado por você.”

Letra Eu Estou Apaixonado por Você

Lafayette, tecladista que acompanhou Roberto por toda época de Jovem Guarda, começa a ganhar destaque, Em “Esqueça”, “Namoradinha de um amigo meu”, “Papo Firme”(aparece, mas de forma mais discreta) e “Não Precisas Chorar” com seu teclado, se tornando mais presente nos maiores sucessos desse período.

Se quiser ver Roberto mais próximo ao rock temos “Negro Gato”, “O Gênio” e “É Papo Firme” que são canções com presença mais forte da guitarra além delas serem aceleradas. “Negro Gato” foi a que mais tocou dentro desses rock’s, colocando em evidência nacional o compositor Getúlio Cortes, que já havia participado de outras canções de Roberto e do grupo Renato e Seus Blues Caps. Getúlio contribuiu também com “O Gênio”.

“Você está tão só, sozinho eu estou
Que tal ir por ai, passear?
Sem nada comentar, no carro ela entrou
E com o seu pezinho bem depressa acelerou”

Letra Ar de Moço Bom

Roberto já tinha fãs por todo o país, e a cada trabalho lançado, firmava ainda mais esse posto de maior cantor do Brasil, com trabalhos suaves e letras que iam direto aos jovens, dessa fez aprofundava ainda mais ao rock.

Ha canções que fugiam desse rótulo: “Esqueça” era uma versão da música “Forget Him” de Bobby Rydell, uma balada não muito lenta. “Nossa Canção” do jovem Luiz Ayrão é quase falada, com uma levada triste. E “Ar de Moço Bom” é uma singela canção que traz um ar saudosista.

Um álbum que mostra um Roberto atuante, com shows em todo o Brasil, lançando moda e começando a colocar seu nome na história da música brasileira.

“Esqueça se ele não te ama
Esqueça se ele não te quer
Não chore mais não sofra assim
Porque posso te dar amor sem fim ”

Letra Esqueça

FAIXAS

01 – Eu Te Darei o Céu

02 – Nossa Canção

03 – Querem Acabar Comigo

04 – Esqueça

05 – Negro Gato

06 – Eu Estou Apaixonado por Você

07 – Namoradinha de um Amigo Meu

08 – O Gênio

09 – Não Precisas Chorar

10 – É Papo Firme

11 – Esperando Você

12 – Ar de Moço Bom