Trabalho de estréia do grupo formado nos EUA que em 2001 lança um álbum que para muitos foi a salvação do rock, criou uma identidade para o grupo, um rock cru sem frescuras e sem efeitos de estúdio. Com isso ganha carisma do público e da mídia especializada.  Outro destaque é o vocalista Julian Casablancas, que bota seu lado punk-pop sujo ao cantar algumas canções e em outras parece que o seu som grave se remete ao som do Velvet Underground. Essa mudança na tonalidade não é tão técnica, e sim mais um lado da expressão e dos sentimentos envolvidos.

StrokesEssa simplicidade não ficou apenas nas canções, mas em todo o trabalho do disco. A gravação foi realizada em um pequeno estúdio de porão, do produtor Gordon Raphael em Manhattan. Influenciou outras bandas que surgiram: Artic Monkeys, Libertines, entre outros. Quando analisamos, sentimos a influência de vários sons: O som mais rápido e simples dos Ramones, a energia na voz de Little Richard e ao estilo inglês do Supergrass.

“Last Night” foi a música que os colocou nos topos das paradas, mas as “Alone, together” e “The Modern Age” também merece destaque (“The Modern Age” também é o nome do EP lançado pelo grupo no início de 2001) conta as controvérsias da vida moderna. Em “Barely Legal” ele mostra seu lado fã, porque nessa música ele canta muito parecido com seu ídolo Lou Reed principalmente na fase de Velvet Underground, com letra que fala sobre uma garota que chega a idade sexual.

“Noite passada, ela disse
Querido, eu me sinto tão deprimida
Quando você se despede de mim
Quando eu me sinto deixada de lado”

Letra Last Night

A capa é outro detalhe. Feita pelo fotógrafo Collin Lane, a mão com uma luva preta apoiado no quadril deu o que falar (esse quadril é da namorada de Lane, que ao sair do banho, ele tira a foto e usa uma luva preta que seu amigo tinha deixado noites anteriores). Muitos ‘puristas’ acharam que a capa era ofensiva, fazendo o grupo lançar outra capa que misturava várias cores que mostram a explosão de partículas subatômicas.  Entre os integrantes da banda tem o brasileiro Fabrizio Moretti (bateria e percussão).

“Sem escolhas agora, é tarde demais
Deixe-o ir, ele desistiu
Eu desisto
Lisa diz, “Arrume tempo para mim”

Letra Alone, Together

O disco foi parâmetro para as bandas seguintes, que sabiam que se quisessem fazer um bom som deveriam seguir a linha do “Is This It”, esse som é denominado de Indie Rock (termo usado em bandas que fazem um som Underground). Está na lista dos melhores álbuns da década.

tumblr_mhizseXkON1rpe8svo1_1280

FAIXAS

01 – Is This It

02 – The Modern Age

03 – Soma

04 – Barely Legal

05 – Someday

06 – Alone, Together

07 – Last Nite

08 – Hard to Explain

09 – New York City Cops

10 – Trying Your Luck

11 – Take It or Leave It

12 – When It Started