É de fato um ato injusto o termo brega usado para alguns grandes artistas de outrora. Fernando Mendes é certamente um dos grandes cantores e compositores das décadas de 70 e 80 aqui no Brasil.

A canção “A Desconhecida” foi o primeiro sucesso de sua autoria. Lançada em compacto simples em 1973 subindo rapidamente às paradas de sucesso em várias rádios e emissoras de televisão. Sem dúvidas uma das canções que marcou os fãs de cantores românticos e contribuiu para consolidar a carreira de Fernando Mendes, lançando ele como compositor, e não somente como interprete.

A música é uma bela combinação de letra e melodia fantástica. Um belo arranjo feito em violão repletos de dedilhados. Refrão marcante que alcança até mesmo aqueles que não conhecem a canção.


Letra

Numa tarde tão linda de sol
Ela me apareceu
Com sorriso tão triste e olhar
Tão profundo, já sofreu
Suas mãos tão pequenas e frias
Sua voz tropeçava também
E falava da infância de lágrimas
Nunca teve ninguém
Nunca teve amor
Não sentiu calor por alguém
Nem se quer ouviu a palavra carinho
Seu ninho não existiu

Sinceramente eu chorei de tristeza ao ouvir
Tanta coisa que a vida oferece
Que agente padece, sem querer
Depois de tudo que eu vi
Não consigo esquecer
Ela me disse adeus e se foi
Nem seu nome eu sei dizer
De onde ela veio, pra onde ela vai
De onde ela veio, pra onde ela vai
Não sei dizer

Nunca teve amor
Não sentiu calor por alguém
Nem se quer ouviu a palavra carinho
Seu ninho não existiu.

Composição: FERNANDO MENDES / FERNANDO AUGUSTO