Talvez o disco mais inovador de Donna Summer no quesito experimental. “Bad Girls” é o sétimo álbum da cantora e o terceiro duplo consecutivo, uma época de fato magnífica para Summer. 

O quesito inovação vem já no primeiro single do disco, “Hot Stuff”, pois até esse ponto, Donna Summer era completamente enquadrada na categoria “Disco”, mas esse single possui fortes influências de pop e rock, contendo até um solo muito bem elaborado de Jeff Baxter, ex-guitarrista das bandas Steely Dan e The Doobie Brothers.

“Bad Girls”, talvez a canção mais famosa de Donna Summer, e foi escrita dois anos antes de seu lançamento em uma versão muito mais ofensiva e hostil. O que motivou Summer a escreve a letra, foi um ocorrido com suas assistentes que foram ofendidas por um policial que lhes acusava de serem prostitutas de rua. A composição foi realizada em conjunto com o grupo Brooklyn Dreams. Na ocasião, Neil Bogart, fundador da Casablanca Records, ouviu a música e gostaria que Donna desse a canção para Cher, Summer recusou, dois anos depois lançou tornando –se um dos seus maiores sucessos.

O single “Bad Girls” tornou-se número um na Billboard pop, R&B, a canção foi a principal responsável por fazer o álbum alcançar o certificado de dupla platina nos Estados Unidos.

Um disco e tanto, com muitas outras ótimas canções como “Dim All the Lights”, “One Night in a Lifetime”, “On My Honor”, “There Will Always Be a You” e “Lucky” juntamente com os dois sucessos absolutos (“Bad Girls” e “Hot Stuff”), fazem desse álbum o melhor de sua carreira em minha opinião.


Faixas

1 – Hot Stuff

2 – Bad Girls

3 – Love Will Always Find You

4 – Walk Away

5 – Dim All the Lights

6 – Journey to the Center of Your Heart

7 – One Night in a Lifetime

8 – Can’t Get to Sleep At Night

9 – On My Honor

10 – There Will Always Be a You

11 – All Through the Night

12 – My Baby Understands

13 – Our Love

14 – Lucky

15 – Sunset People