Mais uma ótima obra de Ed Motta, em que infelizmente o brasileiro não soube aproveitar e extrair toda sua essência. Um disco complemente conceitual e traz consigo temáticas totalmente influenciadas por grandes nomes do soul.

O teclado em saudosos timbres analógicos de “Azymuth”, ”Horace Silver”, “Steely Dan” e o mestre “Stevie Wonder”.

Lançado em 2000, o “As Segundas Intenções Do Manual Prático” é o sexto álbum de Ed Motta.  São notórios todos os detalhes de produção do disco e a qualidade cirúrgica na qual foi construído.

Colombina, talvez a musica mais famosa do disco, se tornou em pouco tempo um dos maiores hits de ED. Letra de Rita Lee, uma parceria antiga, é uma musica Pop contemporânea, com sua batida house quase sacrílega.

Totalmente contraria a ela, temos “Outono no Rio” (Que musica!), um jazz-ballad com introdução em vibrafone e uma rica orquestração. Arranjo fantástico, muito bem gravado.

Um disco bem experimental e conceitual que fez com que pudéssemos perceber toda a genialidade de Ed Motta como aquele cara que entende de musica de qualidade, e sabe selecionar as peças corretas do quebra-cabeça.


Faixas
1 – Mágica de um charlatão

2 – Dez mais um amor

3 – Colombina

4 – Ela disse sim

5 – À deriva

6 – Conversa mole

7 – Pisca alerta

8 – Uma vida inteira pra mim

9 – Suddenly you

10 – Jóia de mágoa

11 – Assim, assim

12 – Outono no Rio

13 – Drive me crazy

14 – A Tijuca em cinemascope