Há muito tempo não ficava tão animado com novas produções de hard rock que não fossem da velha guarda (os chamados medalhões). Mas “We Are Harlot” e seu álbum “Deniel” lançado em 2015 vieram para quebrar quaisquer paradigmas e a ideia de que não se fazem mais músicas boas como antigamente.

Os integrantes são conhecidos, a começar pelo espetacular vocalista Danny Worsnop, também frontman da banda “Asking Alexandria”. A guitarra principal conta com o virtuoso Jeff George, ex- guitarrista da banda de Sebastian Bach, o baterista Bruno Agra ex-membro do Revolution Renaissance e o baixista Brian Weaver do Silvertide.

Apesar do lançamento ter acontecido apenas em 2015, desde de 2011 a banda tem sua existência e não poderia haver uma combinação melhor. O som “We Are Harlot” está totalmente ligado às bandas clássicas de hard rock mundial.  Há momentos em que parece Aerosmith, outras Guns n’ Roses. Em determinado momento você acredita estar ouvindo Skid Row ou até Stone Sour.

A questão é que a banda possui suas raízes no hard rock, mas contem um estilo próprio apesar de suas evidentes influências.

O álbum já conta com a faixa inicial “Dancing On Nails”, uma verdadeira pancadaria. Uma música com uma ótima essência rock de muita atitude, muitas viradas de bateria e o vocal bem rasgado.

FOTO

A terceira faixa e também nome do disco, “Deniel” conta com uma pancada de riffs pesados, rápidos e com moods levemente melódicos. O solo de guitarra feito em escala pentatônica bem ao estilo clássicos de rock traz consigo uma sensação de viagem em curto espaço de tempo. Do tipo que da vontade de pegar a vassoura de casa e fingir que está fazendo o solo (risos).

“Someday” é daquelas canções para quebrar a tensão do disco, a famosa balada que te faz viajar e encontrar o seu amor perdido, onde quer que ele ou ela esteja. A canção trata um tema romântico de declaração de amor bem literal. Promessas de uma vida a dois muito melhor. É possível perceber o amor no ar desde a primeira linha escrita.

Go to sleep,

My angel I’m on my way, I swear.

I’ll find my feet and make my way, from state to state ‘till I.

I see your face and breathe you in, I’m in ecstasy.

Um disco que vale muito a pena consumir do inicio ao fim sem pular uma faixa sequer. Uma verdadeira seleção de boas musicas criadas e com uma aparência de coletânea, devido a quantidade de músicas boas que possui o disco “Deniel”.


Faixas

1 – Dancing on Nails
2 – Dirty Little Thing
3 – Someday
4 – Denial
5 – Easier to Leave
6 – One More Night
7 – Never Turn Back
8 – The One
9 – Leave for the Night
10 – Flying Too Close to the Sun
11 – I Tried